• João Vicente

Bósforo e o Nilo da Amazonas: uma entrevista comigo

Atualizado: Abr 25

Caros leitores,

 

Numa das entradas anteriores, eu falei sobre minha experiência na Bulgária durante o 22º Congresso de Estudos Bizantinos, das coisas que vi e das pessoas que conheci. Eu falei das possibilidades abertas por essas experiências. Pois então, já começou.


Durante o evento conheci Alexandros Tsakos, um arqueólogo grego que desenvolve um trabalho bem interessante sobre os reinos cristãos da Núbia Antiga.


Fazendo fronteira ao sul do Egito, um centro cultural e religioso de primeira importância e durante um bom tempo uma das principais províncias do Império Romano, depois Bizantino, cuja capital Alexandria rivalizava e em muitos aspectos superava Constantinopla, a Núbia (atual Sudão) tornou-se um satélite do Império Bizantino, adotou o Cristianismo e certos hábitos dos vizinhos do norte.  Assim, Alexandros desenvolve um projeto coletivo de pesquisa sobre a cultura material da Núbia Medieval. Para informar sobre as novidades, ele mantêm dois blogs (em inglês)


Seu blog pessoal

O blog do projeto de pesquisa


Em seu blog pessoal, Alexandros publicou uma entrevista que ele fez comigo. Nela eu falo um pouco sobre minha trajetória acadêmica pessoal, sobre as perspectivas para os Estudos Bizantinos aqui no Brasil, meus planos etc. 


A entrevista está em inglês, mas planejo traduzi-la quando conseguir um tempinho.


Entrevista em pdf



1 visualização0 comentário