• João Vicente

Monografia “Uma versão da institucionalização do movimento cristão – a História Eclesiás

Atualizado: Abr 25

Caros leitores,


No entrada “acadêmica” de hoje posto um interessantíssimo trabalho de monografia sobre a obra “História Eclesiástica” de Eusébio de Cesaréia. Esse autor foi um grande admirador de Constantino I e um grande articulador para a transformação da Igreja Cristã num braço institucional do Império Romano, com importantes reflexos para a História do Império Romano Medieval ou Bizantino. Portanto, o autor da monografia estuda a obra de Eusébio através deste prisma.


Título: Uma versão da institucionalização do movimento cristão: a História Eclesiástica de Eusébio de Cesaréia.


Autor: Alfredo Bronzato da Costa Cruz,  Prof. Silvia Patuzzi (orientadora)


Tipo de trabalho:   monografia de conclusão de curso realizado na faculdade de História da PUC-RJ apresentado em 2009.


Resumo: 

O presente trabalho é uma análise possível da História Eclesiástica de Eusébio de  Cesaréia, obra na qual este bispo se propôs a fazer a crônica do cristianismo desde  as suas origens até o seu favorecimento pelo Imperador Romano Constantino.  Através da consideração de seu lugar de fala, temas, fontes e estratégias  argumentativas, pretende-se aí esclarecer a partir de quais lentes pôde este autor  apreender e narrar a trajetória histórica do movimento cristão, e como tal  investigação e discurso se relacionam com o progressivo ancoramento de uma  facção deste como instituição sociopolítica que se pretendia guardiã de uma  verdade exclusiva e incontestável. Na seqüência de seus capítulos, tratamos  sucessivamente das bases materiais que viabilizaram a produção intelectual de  Eusébio; dos pressupostos teórico-metodológicos que nos permitem lidar com  estas de modo inter-relacionado e mutuamente esclarecedor; dos grandes temas e matrizes intelectuais que se articulam em sua escrita e fornecem a sustentação  para um método específico de raciocínio e construção discursiva da verdade (e do  erro); de como estes possuem afinidades com as idéias e posicionamentos  político-doutrinários do bispo de Cesaréia, fornecendo, por um lado, a sustentação  para a sua militância durante as controvérsias cristológicas do século IV e, por  outro, um esteio lógico para o modelo de vinculação entre Igreja e Império  Romano que se edificava neste mesmo período. (resumo composto pelo autor)


PDF



  • Facebook
  • Twitter
1280px-LinkedIn_Logo.svg.png